Qual a origem da engenharia?

A engenharia é uma ciência que engloba profissionais que aplicam seus conhecimentos matemáticos, técnicos e científicos em conceitos e projetos a serem desenvolvidos e/ou aprimorados. 

Ela pode envolver desde construções civis, até pequenos sistemas em microchips, sendo uma área muito vasta e ampla, que pode trazer muitas inovações a diferentes teorias e ciências. 

Em relação à origem da Engenharia, é claro que engenheiros estiveram presentes desde os primórdios da civilização. Os maiores exemplos são as grandiosas construções do mundo antigo, como Machu Picchu, as grandes pirâmides de Gizé, as pirâmides dos povos Astecas, a cidade de Petra, entre diversas outras maravilhas.

Com o passar do tempo, a engenharia tem sido cada vez mais difundida e dividida em áreas, pelos cursos superiores, porém ao pensarmos em sua origem, devemos considerá-la como uma só. 

No início, ela era usada apenas para projeções físicas, ao contrário de hoje em dia, que pode-se encontrar engenharias como a mecatrônica, que surgiu muito recentemente, apenas com a indústria automatizada, ou então a engenharia da computação, que também surgiu recentemente. 

Por isso, quando nos perguntamos sobre como houve o surgimento da engenharia, devemos reformular a questão para: Quem foram os primeiros homens a aplicar seus conhecimentos matemáticos, técnicos e científicos em projetos? 

E será a partir dessas questões que iremos formular as respostas deste artigo.

Sua História

A engenharia era uma ciência empírica

Se considerarmos como panorama toda a história da humanidade, a Engenharia existe desde quase sempre, muito, mas muito antes de levar esse nome. 

O pensamento lógico e engenhoso é algo que nos acompanha desde que os primeiros humanos aprenderam a desenvolver a agricultura e firmar-se em espaços determinados, deixando então de serem nômades. 

Seus conhecimentos técnicos, científicos e matemáticos eram, em sua grande maioria, de proveniência empírica. Antes do desenvolvimento formal de qualquer ciência, todo pensamento lógico provinha de experiências próprias.

O fim do nomadismo trouxe à humanidade diversas habilidades que precisaram ser aprendidas, desenvolvidas e aprimoradas conforme o passar do tempo. 

Dentre essas habilidades, inclui-se a engenharia que tornou-se extremamente necessária para construir e evoluir os abrigos dos primeiros Homo Sapiens Sapiens. Esses engenheiros, precursores da própria engenharia, além de construções, tiveram a necessidade de projetar diversas ferramentas, inclusive ainda mais cedo com o Homo Habilis. 

Os Precursores de Engenheiros

Aqueles que primeiro desenvolveram a matemática e a física, em especial a geometria espacial, foram fundamentais ao firmamento da engenharia como uma área. Pitágoras, por exemplo, ao desenvolver seu teorema, teve um papel fortíssimo sobre a área, já que sua percepção sobre a soma dos quadrados dos catetos revolucionou completamente todas as áreas de exatas.

O primeiro engenheiro civil, ao que a história conseguiu alcançar, foi Imhotep. Ele era um dos funcionários do faraó que foi responsável por projetar e construir a pirâmide de Djoser, a mais antiga já encontrada. 

O papel de Imhotep foi de tamanha importância que ele foi um dos pouquíssimos mortais a serem representados em parte de uma estátua de um faraó. O engenheiro viveu por volta de 2630 – 2611 a. C. Vale destacar que, além de tudo, ele era médico e também foi considerado o primeiro arquiteto da antiguidade. Foi batizado de “Primeiro Sábio da Humanidade” e, desde a grécia antiga, era também chamado de “Primeiro Grande Polímata”.

O Termo “Engenheiro”

Derivada da palavra latina “ingeniator”, o termo “engenheiro” começou a ser usado no século XI. Ele era utilizado como definição de uma pessoa que criava soluções práticas a partir de invenções engenhosas. 

O título de Leonardo da Vinci, por exemplo, era de Ingegnere Generale. Ele recebeu tal honra devido a suas engenhosas ideias. Suas notas revelam que os engenheiros da época começaram a questionar e realizar avaliações dos métodos e motivos quais as coisas funcionavam.

A Engenharia Moderna

Por fim, chegamos à revolução científica que, com a obra de Galileu, originou a engenharia moderna. Buscando explicações sistemáticas, a área adotava uma abordagem científica em relação a problemas práticos. Esse foi o início da análise estrutural, representação matemática e projeto de estruturas de construção dentro da engenharia.

A 1ª fase da engenharia teve fim com o início da primeira revolução industrial. Com a substituição do trabalho humano pelo maquinário e os então chamados artesãos trabalhavam para desenvolver as máquinas a vapor.

Durante esse período na França, a Engenharia Civil era aprimorada com foco matemático e foi criado o ensino governamental da engenharia. Os britânicos, pelo outro lado, estavam focados no ensino da engenharia mecânica. Em tal contexto, o ensino técnico da engenharia passou a ser parte da educação universitária.

Por fim, chegamos ao contexto atual da engenharia, que foi modernizada com o auxílio de softwares e outros adventos da contemporaneidade.

Gostou do texto? Compartilhe e nos acompanhe nas redes para mais curiosidades da história da engenharia!

Leave Comment